Piatnitzkysaurus floresi

Bonaparte, 1979

Conhecido por dois crânios fragmentados e partes de um esqueleto associado, este é um dos fóssies mais copmpletos de um terópode do Jurássico Médio. Sua posição filogenética ainda é um tanto incerta, tendo sido inicialmente classificado como um um Carnosauria, isto é, mais proximamente relacionado a Allosaurus, devido a diversas semelhanças no esqueleto pós-craniano com esse gênero. Alguns caracteres do basicrânio, entretanto, reforçados por estudos filogenéticos mais recentes, sugerem que estaria mais proximamente relacionado a Eustreptospondylus, fazendo parte, portanto, do grupo Megalosauridae. Com tamanho estimado em cerca de 4,5 metros de comprimento, provavelmente predava o dinossauro saurópode Patagosaurus fariasi, que vivia na mesma região.

Etimologia: os epítetos genérico e específico fazem homenagem aos geólogos Alejandro Piatnitzky e Miguel Flores, descobridores do sítio em que o fóssil foi encontrado, significando (do Grego, saurus) réptil de Piatnitzky e de Flores.

Idade: aproximadamente 165 milhões de anos (Jurássico Médio, Calloviano)

Ocorrência: Cerro Cóndor, Chubut, Argentina (Formação Cañadon Asfalto).

Habitat: terrestre

Dieta: carnívoro

Sistemática:

  • Sauropsida
    • Archosauria
      • Dinosauria
        • Saurischia
          • Theropoda
            • Megalosauridae
              • Piatnitzkysaurus

Sugestões para leitura:

BONAPARTE, J. F., 1986. Les dinosaures (Carnosaures, Allosauridés, Sauropodes, Cétosauridés) du Jurassique Moyen de Cerro Cóndor (Chubut, Argentina). Annales de Paléontologie (Vert.-Invert.) 72(3):247-289.

HOLTZ Jr., T. R., MOLNAR, R. E. & CURRIE, P. J., 2004. Basal Tetanurae. In: WEISHAMPEL, D. B.; DODSON, P. & OSMÓLSKA, H. (Eds.) The Dinosauria. 2a. ed. Berkeley: University of California Press, p. 71-110.

PAUL, G. S., 1997. Predatory Dinosaurs of the world: A complete illustrated guide. New York: Simon & Schuster, 464 p.

Conteúdo por: Orlando Grillo

MODELOS 3D:

  • Paleoarte 1
Ampliar modelo

Descrição: Escultura em vida da cabeça de Piatnitzkysaurus.

Paleoartista: Maurilio S. Oliveira.

Técnica: espuma de poliuretano; resina epóxi e tinta acrílica.

Escala: 1:3.

Tamanho: 40 cm.

Modelo desenvolvido por Pedro S. R. Romano